sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Tratado Sobre a Tolerância

Tratado Sobre a Tolerância, é uma obra de François Marie Arouet, mais conhecido por Voltaire, na sequência da execução de Jean Calas, condenado pela morte do seu filho que se havia convertido ao cristianismo.
Voltaire, vulto da cultura europeia, nasceu em França e viveu quase toda a sua vida no século XVIII tendo sido um dos grandes representantes do Iluminismo. Autor de uma vastíssima obra, destacou-se como ensaísta e filósofo.
Em Tratado Sobre a Tolerância, Voltaire discorre, tendo por base a execução de Calas, sobre aquelas que são, ainda, as circunstâncias sociais e culturais da Europa do século XVIII. Continente profundamente marcado pelas guerras religiosas decorrentes do movimento da Reforma e Contra-Reforma, a intolerância é uma constante, pelo que Voltaire, consciente dessa realidade, empreende uma defesa audaz de uma família injustamente acusada de um crime hediondo.
Tratado Sobre a Tolerância, não é, evidentemente, um romance, antes a representação real de uma situação vivida pelo autor em que este tece considerandos vários, não apenas sobre o caso sub judice, mas também sobre a sociedade da sua época. Não obstante, é um livro fundamental para a compreensão da Europa no século XVIII e, ao mesmo tempo, para a reflexão sobre os sinais da intolerância do presente.