sexta-feira, 13 de maio de 2011

A Aventura de Miguel Littín Clandestino no Chile

A Aventura de Miguel Littín Clandestino no Chile, é um livro do escritor colombiano Gabriel García Márquez.
Esta atípica obra – não é um romance, um ensaio, um conjunto de contos, mas antes «uma reportagem» – resulta da aventura de um homem real, Miguel Littín, que, durante cerca de seis semanas, alguns anos depois de ter sido proscrito pelo regime de Pinochet, filmou, clandestinamente, um documentário no seu país natal sobre as atrocidades do ditador chileno.
Apesar de não se configurar como um típico romance, a verdade é que este livro de García Márquez – como aliás parece ser toda a sua obra – é de uma facilidade de leitura impressionante. A narrativa por detrás da aventura de Littín também ajuda a manter o leitor preso ao livro, mas a verdade é que Gárcia Marquéz é um escritor de verdadeira excepção e consegue sempre colocar a tónica onde é mais importante e conferir aos seus livros interesse fora do vulgar.
A Aventura de Miguel Littín Clandestino no Chile, é um livro interessante para quem quer conhecer um pouco mais do Chile e do regime que aí vigorou após o assassinato de Salvador Allende e durante o consolado de Augusto Pinochet.
A Aventura de Miguel Littín Clandestino no Chile, obra bem escrita, que se estende por pouco mais de 180 páginas, lê-se num ápice. Um leitor que tenha a oportunidade de entrar no mundo de Gárcia Marquéz dificilmente volta a ter vontade de querer sair. Este é um grande livro de um enorme escritor.

1 comentário:

Tiago M. Franco disse...

Li o livro recentemente. Garcia Marquez faz parte daquele grupo de escritores que não têm livros bons, ou são muito bons ou simplesmente são obras de arte. Quanto a mim, este é um livro muito bom.
Deixo aqui o link da sugestão que fiz da obra:
http://sugestaodeleitura.blogspot.pt/2012/09/gabriel-garcia-marquez-aventura-de.html