terça-feira, 15 de março de 2011

As perturbações do pupilo Törless

As perturbações do pupilo Törless é uma obra do genial e complexo Robert Musil autor de O homem sem qualidades.
Robert Musil é um dos grandes nomes da literatura mundial do século XX. A sua obra, que se encontra, mais recentemente, traduzida pela Dom Quixote é de uma erudição extraordinária e a complexidade filosófico-metódica do seu pensamento encerra em si mesmo um desafio de enorme dificuldade.
Não obstante, Musil é perfeito na escrita. Consegue traduzir na sua obra algumas das principais questões filosóficas da sua época. Para mais, as personagens estão muitíssimo bem construídas e entende-se perfeitamente qual o sentido que quis dar à narrativa.
As perturbações do pupilo Törless foi o primeiro livro de Musil (1906) e é, em comparação com O homem sem qualidades, um romance acessível e perfeitamente compreensível pelo leitor médio.
A história centra-se num jovem austríaco e nas dúvidas e angustias de que sofre num colégio particular, sobretudo no que toca à sua relação com outros jovens da mesma instituição e com um em particular: Basini.
É um livro fisicamente violento! Uma das questões principais está relacionada com a homossexualidade mas em causa está também o excesso de violência física e psicológica bem com as divagações, meta-filosóficas, em torno de conceitos como os de alma, de infinitude ou realidade.
A edição que tivemos oportunidade de ler (Dom Quixote) conta ainda com uma excelente introdução a Musil de João Barrento. Indispensável para quem quer entender melhor este complexo e atraente autor. Livro, definitivamente, a ler.

Sem comentários: