quinta-feira, 15 de julho de 2010

O Sol Nasce Sempre (Fiesta)

O Sol Nasce Sempre (Fiesta) é um romance do americano Ernest Hemingway, autor cuja obra temos vindo a conhecer ao longo dos últimos anos e que apreciamos com cada vez maior intensidade.
Hemingway é um dos maiores escritores do século XX. A miríade de situações vividas possibilitou-lhe a capacidade de escrever sobre os mais distintos assuntos, desde a passagem pela Primeira Guerra Mundial até aos safaris em África.
Em O Sol Nasce Sempre (Fiesta) Hemingway transporta-nos à nova decadência da década de vinte do século passado e dá-nos a conhecer, numa primeira fase, o ambiente diletante de Paris, dos cafés e das festas borbulhantes, aos passeios nas boulevards cintilantes de uma cidade mágica e centro cultura mundial.
Não obstante a maravilhosa descrição de Paris, este Fiesta é sobretudo conhecido devido à sua segunda parte: a descrição da festa brava na cidade espanhola de Pamplona com as suas típicas touradas à espanhola.
Não é fácil encontrar descrições tão encantadoras da tourada à espanhola como aquela que nos é feita por Hemingway neste Fiesta. O pormenor e a paixão transmitida e o relato realístico da faena na qual o toureiro desafia a morte são magistrais.
O Sol Nasce Sempre (Fiesta) não é um livro apenas e só para aficionados. Ainda que algumas das descrições possam ferir algumas sensibilidades esta é uma obra que relata muito mais do que apenas a festa brava. Hemingway era um génio. É pecado não o ler!

2 comentários:

N. Martins disse...

Confesso-me pecadora! Ainda não descortinei o que toda a gente vê no Hemingway. Mea Culpa Mea Culpa. :)
Mas gostava de descobrir porque sinto que a obra de um grande escritor me está a passar ao lado...

Anónimo disse...

continuas a falar dele com infantilidade...

Bill