quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

1 km de cada vez

1 km de cada vez é o mais recente livro de Gonçalo Cadilhe, o viajante-escritor e um dos mais prodigiosos artistas da palavra da actualidade.
Somos grandes fãs de Gonçalo Cadilhe. Desde que tivemos a oportunidade de ler o seu primeiro livro que nos apaixonámos pela prosa poética que são as descrições das suas viagens onde muito mais importante dos que os lugares visitados são as experiências recolhidas e os laços que se estabelecem com as pessoas.
Neste livro Gonçalo Cadilhe presenteia-nos com textos desordenados de lugares que visitou mas que o marcaram indelevelmente, desde as pequenas ilhas do Pacifico, às grandes Catedrais da Europa. Seja como for o lugar é pouco importante, porque relevante mesmo é o prazer que se retira da leitura.
Este é um livro emocionante. Cadilhe tem o dom da palavra e de cativar o leitor. Foram várias as vezes que não conseguimos deixar de ficar com os olhos humedecidos face ao brilhantismo da narração.
Cadilhe é português seguindo a boa tradição portuguesa: um povo de viajantes e de poetas. Num dos textos (A importância de não ser de lado nenhum) Cadilhe escreve-nos sobre o facto de os portugueses se considerarem um povo especial e refere que outros povos encontram na sua identidade algo de semelhante. Talvez seja como escreve o autor e não sejamos mais especiais do que os holandeses, os turcos ou os polinésios, mas ninguém viaja e escreve como nós e disso Cadilhe é o melhor exemplo da actualidade.
1 km de cada vez é absolutamente imprescindível. Não é um livro de viagem, é antes um livro sobre a vida.

1 comentário:

branca de neve disse...

Olá.
Por acaso tenho este livro. Vai ser uma das minhas próximas leituras.