sábado, 21 de novembro de 2009

A Sul da Fronteira, a Oeste do Sol

A Sul da Fronteira, a Oeste do Sol é, mais um, magnífico e brilhante livro do escritor japonês Haruki Murakami.
Ao contrário de outros livros que temos lido do mesmo autor onde o surrealismo é uma constante, esta obra, que foi escrita em 1992 – embora só editada este ano no nosso país – é muito mais ligeira e retrata uma realidade possível.
Em A Sul da Fronteira, a Oeste do Sol, Murakami traz-nos, com uma precisão de poeta, a temática do amor e inunda-nos, durante as pouco mais de 240 páginas, com palavras simples, sensuais e emocionantes sobre a paixão. O jazz, o Japão no dealbar da década de 90, um homem simples, uma amizade eterna, um amor fugaz.
Murakami é um dos nossos escritores favoritos. O seu génio é na nossa opinião, um dos mais completos e complexos da actualidade e as suas narrativas perfumadas incomodam pelo quase excesso de qualidade e pela forma como conseguem tocar no leitor. Murakami é um poeta que escreve prosa, é um pintor que deseja caracteres, é um escultor que cinzela em páginas brancas estórias verdadeiramente maravilhosas.
A Sul da Fronteira, a Oeste do Sol é um livro obrigatório. Não porque algum dia venha, eventualmente, a ser considerado um clássico, mas porque nos trás tudo aquilo que um livro deve trazer: emoções, sensações, perfume… É um livro, como todos os outros do mesmo autor, profundamente recomendável.

7 comentários:

Tinkerbell disse...

Um escritor fantástico tenho este na estante para ler!

bjs e boas leituras

Jojo disse...

Olá!
Eu quero muito experimentar este escritor! Está na minha lista de futuras aquisições.

Bjinhos*
Boas leituras!

Sophie disse...

Estou a ler "Kafka à beira-mar" deste autor e estou extasiada com a sua escrita. Murakami consegue prender a minha atenção e faz-me querer saber sempre mais, mesmo em relação a assuntos que, à partida, não me interessariam muito.
Sendo o primeiro livro que leio dele, este escritor já passou para minha a lista de autores favoritos.
Vou seguir o teu conselho logo que possa e ler este livro obrigatório!
Excelente opinião a tua!

Homem do Leme disse...

Murakami é, sem dúvida, genial!

Anónimo disse...

Já ouvi falar deste autor, mas ainda não tive oportunidade de ler nenhuma obra sua.
Sei, no entanto, que é algo que farei muito em breve. Ninguém resiste a um perfumado amor repleto de paixão e sensualidade... mesmo que fugaz!!

E*

Iceman disse...

Olá Filipe!

Confesso que desconhecia esse livro de Murakami, autor que me agrada especialmente dada a genialidade das suas obras.

Fica registada a tua sugestão.

JM disse...

Olá Filipe,

Acabei de ler há uns dias o «Auto-retrato do escritor enquanto corredor de fundo» e fiquei completamente rendida à personalidade de Murakami. Espero que o mesmo acontece com as suas obras.
BJ*

Opinião: http://favouritereadings.blogspot.com/2009/11/auto-retrato-do-escritor-enquanto.html