segunda-feira, 13 de Outubro de 2008

Uma Família Inglesa

Uma Família Inglesa é uma obra do escritor português Júlio Dinis, que versa sobre a vida de uma família inglesa que habita a cidade do Porto na segunda metade do século XIX.
O romance do século XIX português encerra sempre uma certa dose de crítica social reflectida numa panóplia de várias personagem-tipo representativas de grupos que representam determinadas características concretas e distintivas.
Esta obra de Júlio Dinis é um romance na mais conhecida acepção da palavra que conta a estória do jovem de ascendência inglesa Carlos Whitestone, diletante por profissão, que se enamora por uma desconhecida numa festa de Carnaval.
Todo o romance gira em torno deste acontecimento, desenvolvendo as relações familiares em torno de uma peculiar família inglesa – como muitas outra que existiam no Porto e zonas limítrofes durante a época em causa – e as directas incidências junto dos negócios desta família.
As personagens da estória estão bem desenvolvidas e o ambiente que o autor escreve – sendo que nós não conhecemos o Porto do século XIX – é cativante e de certa forma semelhante à imagem que Eça de Queirós nos dá em Os Maias.
Este livro foi lido imediatamente após a leitura de A Morgadinha dos Canaviais. Encontramos nesta obra alguns dos pontos de referência que nos fizeram elogiar a obra maior de Júlio Dinis, mas a verdade é que não consideramos Uma Família Inglesa tão completa e rica como A Morgadinha dos Canaviais. Seja como for, este é um bom exemplo do realismo português que não deixamos de aconselhar.

5 comentários:

Antonio Garcia Barreto disse...

Sugestão de leitura: "A Mulher da Minha Vida", Oficina do Livro, 2008

http://mulherminhavida.blogspot.com

Mónica Colaço disse...

Confesso que a maior parte dos livros aqui referenciados, clássicos da literatura portuguesa, ainda não passaram pelas minhas mãos. Tirando "Os Maias" de adoro de paixão confesso-me muito inculta em relação ao resto.
Tenho de estar mais atenta a este blog e às vossas sugestões de modo a colmatar essa falha.

Pedro disse...

Olá Filipe!

Adoro os livros de Júlio Dinis, tendo ainda em falta "As Pupilas dos Senhor Reitor" e "A Morgadinha dos Canaviais".

Quanto a este livro, foi o primeiro que li do escritor e, obviamente, fiquei apaixonado. Aconselho o livro vivamente, mas reconhece-se completamente que, de toda a sua obra, talvez este seja o que mais se centra no romance propriamente dito, nas relações familiares e amorosas.

Tens de ler, agora e obrigatoriamente, "Os Fidalgos da Casa Mourisca"!

Filipe de Arede Nunes disse...

Pedro,

Até à pouco tempo nada conhecia da obra de Júlio Dinis, mas fiquei maravilhado com A Morgadinha dos Canaviais. Conto continuar a ler a sua obra, mas agora fiz uma pausa. Convém, na minha opinião, saborear os autores.

Mónica,

Obrigado pela tua visita. Os Maias é o meu livro favorito. Até agora, ainda não encontrei nenhum que sequer colocasse essa posição em perigo.

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Carla Silva e Cunha disse...

Olá

Passei por aqui e gostei do que vi.

Parabéns!

Carla

http://www.arte-e-ponto.blogspot.com