quinta-feira, 10 de julho de 2008

A morte de Ivan Illitch

A morte de Ivan Iliitch é uma obra de Lev Tolstoi, o famoso escritor russo autor de Guerra e Paz e de Anna Karénina.
Este é um livro pequeno. São cerca de100 páginas que contam a estória de Ivan Iliitch, juiz russo que depois de ter atingido uma alta posição na sua carreira acaba por ficar doente e na sequência dessa doença morrer.
A estória começa precisamente com a morte de Iliitch e o júbilo por partes de muitos dos seus colegas inferiores com a possibilidade de ascender na carreira.
Depois, socorrendo-se do recurso a uma analepse, Tolstoi começa a narrar a vida de Iliitch, desde a sua infância – esta de uma forma particularmente breve – até à sua vida adulta e em particular todo o tempo em que a personagem principal é confrontada com o sofrimento da sua doença até acabar por perecer.
Esta edição tem um fantástico posfácio de Vladimir Nabokov que nos transmite uma visão extremamente profunda sobre o que terá querido transmitir com a sua obra Tolstoi. A reflexão sobre a vida, sobre o ambiente fútil em que Iliitch vivia, a forma como os seus parentes abandonaram a personagem ao sofrimento, a dialéctica entre a vida da cidade e do campo são as principais chamadas de atenção de Nabokov.
É uma obra complexa, não porque a escrita de Tolstoi seja complica, mas sobretudo porque o livro encerra em si uma profundidade metafísica que não é aparente.
Apesar desta dualidade, e das dificuldades que a leitura e compreensão que o livro pode apresentar, não poderemos deixar de aconselhar a leitura, desta que é mais uma obra-prima do século XIX.

Sem comentários: